Rua Frei Matias Teves, 280 / 507, Empresarial Albert Einstein - Recife - PE
(81) 3222-8818
(81) 3222-8921

Seguradora oferece qualificação para inserir pessoas com invalidez no mercado de trabalho

Programa ‘Recomeço’ oferece aulas gratuitas na Escola Nacional de Seguros. Uma turma foi aberta em projeto-piloto

A autônoma Renatrudes Costa, de 63 anos, foi atropelada em abril do ano passado, na saída de um evento no estádio Maracanã. Quebrou a perna e o ombro direito. Em novembro de 2016, a estudante Aline Pereira, de 36, sofreu uma fratura exposta no polegar. Ela era passageira de um ônibus que colidiu contra um poste em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Elas fazem parte de um universo de mais de 3 milhões de pessoas no país beneficiadas pelo Seguro DPVAT porque ficaram com algum tipo de invalidez por acidentes no trânsito nos últimos dez anos. Agora, lidam com as próprias limitações para retomar as suas vidas. O DPVAT casos de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e assistenciais, abrangendo todos os tipos de vítimas: motoristas, passageiros e pedestres.

Lançado na semana passada no Hotel Rio Othon Palace, em Copacabana, o programa ‘Recomeço’, da Seguradora Líder, foi criado para auxiliar essas pessoas a se qualificar para o mercado de trabalho. Inédita no país, a iniciativa conta com uma plataforma digital para cadastrar candidatos, que também podem procurar por oportunidades em empresas parceiras do projeto. As aulas gratuitas de capacitação profissional ocorrem na Escola Nacional de Seguros.

O programa começou no Rio e em São Paulo. Mas a ideia é que se expanda para todo o país nos próximos anos. “O papel no amparo às vítimas de acidentes de trânsito não deve estar restrito ao pagamento das indenizações”, explica Cinthia Zanotelli, gerente de RH da seguradora Líder.

Renatrudes, citada na abertura da coluna, não recuperou os movimentos do ombro fraturado. Mas a esperança já está renovada. “Quero aproveitar todas as oportunidades para reingressar no mercado de trabalho”. Ela faz parte do programa-piloto, que conta com uma turma de 17 pessoas na Escola Nacional de Seguros, no Rio. O portal com ofertas de emprego já está disponível para as empresas. Não há limite para a entrada de vagas ou o cadastro de currículos.

Leave a comment